A Approach é a primeira agência de comunicação com sede no Rio de Janeiro a se tornar signatária do Pacto Global das Nações Unidas. O programa criado pela ONU tem objetivo de mobilizar a comunidade empresarial para a adoção de valores fundamentais nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção, refletidos em 10 princípios.  Hoje já são mais de 12 mil organizações signatárias articuladas por cerca de 150 redes ao redor do mundo.

Responsável pelo atendimento a ONGs como Rio de Paz e Operação Sorriso, entre outras, a Approach tem uma forte atuação na área social e de direitos humanos desde sua criação, há 16 anos. Essa vocação resultou também na criação da Juntos, área de negócios voltada para a comunicação de causas, anunciada em junho deste ano.

Para os diretores da Approach, o Pacto Global reforça a missão de, por meio da comunicação, compartilhar valores que capazes de trazer impactos para a sociedade e o ambiente e, ao mesmo tempo, serve como uma referência para consolidar políticas e práticas de gestão da empresa. “A adesão ao Pacto Global, além de nos colocar ao lado de alguns de nossos maiores clientes na promoção de compromissos tão importantes, vai se refletir nas nossas práticas e na nossa comunicação para a construção de uma agência cada vez mais cidadã e sustentável”, comenta Beth Garcia, sócia-fundadora da Approach.

O QUE É O PACTO GLOBAL?

O Pacto Global é uma iniciativa voluntária que procura fornecer diretrizes para estimular o crescimento sustentável e a cidadania, por meio de lideranças corporativas comprometidas e inovadoras.  O Pacto Global conta com um website referencial sobre cidadania empresarial, com informações das iniciativas dos escritórios da ONU, eventos programados e informações sobre as empresas signatárias no Brasil e no mundo. Além de dar complementaridade às práticas de responsabilidade social empresarial e ser um compromisso mundial, o Pacto Global é uma iniciativa importante e base para a criação da ISO 26000 de RSE.

OS DEZ PRINCÍPIOS DO PACTO GLOBAL

Direitos Humanos

  • As empresas devem apoiar e respeitar a proteção de direitos humanos reconhecidos internacionalmente;
  • Assegurar-se de sua não participação em violações destes direitos.

Trabalho

  • As empresas devem apoiar a liberdade de associação e o reconhecimento efetivo do direito à negociação coletiva;
  • A eliminação de todas as formas de trabalho forçado ou compulsório;
  • A abolição efetiva do trabalho infantil;
  • Eliminar a discriminação no emprego.

Meio Ambiente

  • As empresas devem apoiar uma abordagem preventiva aos desafios ambientais;
  • Desenvolver iniciativas para promover maior responsabilidade ambiental; e
  • Incentivar o desenvolvimento e difusão de tecnologias ambientalmente amigáveis.

Contra a Corrupção

  • As empresas devem combater a corrupção em todas as suas formas, inclusive extorsão e propina.