Como as marcas estão apostando na produção de podcasts

alphacolor-181701-unsplash.jpg

Time Criativo da Approach

Imagine você se aproximando do seu cliente e falando bem ao pé do ouvido dele, só vocês dois, em um ambiente intimista e pessoal. Não, não se trata de uma investida com cunho amoroso ou coisa do tipo. Trata-se de um podcast. Sim, o uso desta mídia em áudio é uma eficiente forma de se aproximar do seu público-alvo e passar a mensagem da marca. O público que ouve podcast, em sua maioria, é engajado, fiel e aberto a novidades. Uma pesquisa feita pela Nielsen mostra que a publicidade em podcasts tem mais impacto do que em outras mídias digitais e gera até 4,4 vezes mais retorno para marcas em relação aos tradicionais anúncios estáticos. Sabendo disso, crescem no Brasil os cases de grandes marcas que vêm utilizando os podcasts como meio de veicular propagandas, reforçar seus conceitos e apoiar causas.

Pense na forma como ele é consumido: quem escuta podcast ouve quase sempre sozinho, no carro, no supermercado, na academia, no trabalho, na sala de espera, e quase sempre com fone de ouvido. Além disso, o consumo é ativo, sob demanda, ou seja, é o ouvinte que vai em busca do que quer escutar. E geralmente ele busca informação, entretenimento e até companhia. Por isso, ao utilizar um podcast como meio de publicidade, por exemplo, são grandes as chances de a sua mensagem ser recebida com boa aceitação e sem a dispersão comum em outros tipos de mídia durante a exibição de uma propaganda.

Por que podcast?

Podcast é um conteúdo em áudio, como se fosse um programa de rádio, só que transmitido pela internet, e com o diferencial de ser consumido sob demanda, na hora, no lugar e no tempo que forem melhores para o ouvinte. “É como um YouTube para os ouvidos, mas sem os comentários”, define a produtora Half Deaf em um vídeo divertido.

Principais vantagens e diferenciais dos podcasts:

  • Alto índice de retenção

  • Variedade de assuntos e de formatos

  • Conteúdo pessoal e intimista

  • Ouvintes engajados e fiéis

  • Consumo on demand

  • Comodidade de ouvir quando e onde quiser

  • Disponível em computadores, smartphones e tablets

Segundo a PodPesquisa 2018, realizada pela Associação Brasileira de Podcasters, a diversidade de conteúdo e a liberdade para ouvir como e onde quiser são os principais motivos para os usuários escolherem os podcasts. Outra vantagem competitiva dos conteúdos em áudio é a voz, que carrega pessoalidade e intimidade, além de humanizar a relação entre os apresentadores e ouvintes e, consequentemente, entre as marcas e seu público-alvo. 

Perfil do ouvinte da PodPesquisa 2018

podpesquisa+2018.png

 Podcasts para marcas

Muito consumido nos Estados Unidos e em expansão no Brasil, os podcasts vêm sendo utilizados cada vez mais por aqui pelas marcas como forma de gerar valor e de apoiar a produção de conteúdos relevantes e personalizados. Os anunciantes tanto patrocinam podcasts já existentes quanto criam conteúdos exclusivos que remetam aos valores e propósitos da marca, mas sem necessariamente mencionarem no áudio seus produtos ou serviços. 

O que o mercado tem feito

Natura: em parceria com o Mamilos, um dos mais conhecidos podcasts do Brasil, a Natura criou a minissérie em quatro capítulos Viva seu Corpo, que discute os caminhos de uma relação mais saudável e positiva com o corpo feminino.

Bradesco: a instituição financeira é parceira do projeto Histórias de Ninar para Garotas Rebeldes, podcast baseado no best-seller que conta a trajetória de 100 mulheres extraordinárias pelo mundo.

Sebrae: Conhecer para Empreender é uma série de quatro podcasts criada em 2017 em parceria com a Rádio CBN com dicas para quem quer empreender, ampliar ou inovar seu pequeno negócio. Atualmente, o Sebrae alimenta o Sebraecast, podcast que apresenta cases de empreendedorismo e sucesso nos investimentos.

Itaú Unibanco: o banco veicula o Investcast, um podcast para acionistas que se apresenta como “uma imersão no mundo dos investimentos”.

GE: a General Eletric investiu na série A transformação digital da indústria, feita em conjunto com a Rádio CBN, para falar sobre os impactos dessa transformação na sociedade, no mundo dos negócios e no mercado de trabalho. A companhia também tem o Nerdcast GE, sobre o mesmo tema, dentro do podcast Nerdcast, um dos mais populares do Brasil.

Anacapri: a marca de calçados femininos criou o Beleza Pra Quem?, podcast que reflete sobre o processo de autoconhecimento da mulher e os caminhos para uma autoestima sustentável.

Outras marcas como Sony, Medley, HBO, Amazon, Google, Ford e IBM também têm apostado na produção de podcasts.

Patricia Fiasca