Influencers: um fenômeno de audiência

approach+influenciadores+marketing

Por Tatiana Coura, diretora-geral da Approach RJ

O fenômeno do influencer marketing era inimaginável há dez anos. Na última década, os influenciadores digitais surgiram de forma tímida. No início, a relação com as marcas tinha como alicerce a experimentação de produtos. Hoje, essa interface é complexa e os influenciadores passaram a ter status de celebridade, sendo vistos por marcas e agências de comunicação como importantes criadores de conteúdo. 

Desde o primeiro sinal dessa nova audiência, em 2009, a Approach realiza ações com influenciadores digitais, tendo sido uma das pioneiras. O nicho era a indústria da moda e beleza, para quem os influenciadores ganharam rápida ascensão. Apesar de algumas agências na época tratarem o relacionamento com foco no envio de produtos e convites, a Approach já desenvolvia ações e experiências exclusivas.

Hoje não, os influenciadores construíram uma nova indústria. Do macro ao nano influenciador, todos têm por trás uma estrutura profissional montada. Cada um conhece e aposta em um nicho, é reconhecido e, por isso, ganha milhões de seguidores e de curtidas todos os dias. Em paralelo, as agências e marcas se apropriaram dessa audiência para aumentar seu engajamento com o público. E já vimos desdobramentos desse mercado.

Como nos adaptamos a esse novo cenário

O aumento de interesse e a popularidade colocaram o assunto em evidência nos últimos dois anos*, impulsionando o mercado a dar maior atenção para profissionalização das relações entre marcas, agências e influenciadores. A Approach se estruturou para atuar neste cenário: investiu em inteligência digital — com uso de softwares e equipe especializada, criou um núcleo de mídia para negociação com influenciadores e, consequentemente, enriqueceu suas estratégias de PR.

Para mensurar o ROI das ações nas redes, nossos especialistas em métricas desenvolveram um índice próprio de medição. O E-ROI Approach mede o retorno de investimento no Facebook, Instagram e Youtube, o que enriquece nossos relatórios e nos ajudam a pensar nas melhores estratégias para nossos clientes.

No atendimento ao mercado, uma das premissas principais é promover relacionamento e diálogo onde seu público-alvo está mais ativo: as mídias sociais. A ativação por nicho permitirá a criação de narrativas direcionadas, com uma audiência segmentada por afinidades, interesses e experiências.


*Segundo dados do Google Trends, o interesse por buscas relacionadas a "influenciadores digitais" triplicou de 2016 para cá.

Patricia Fiasca