Comunicação Integrada: o que é e como aplicar na sua empresa

A comunicação integrada é um processo de planejamento estratégico que unifica todas as formas de comunicação de uma empresa. Saiba mais!
Reunião de trabalho discutindo a comunicação integrada da empresa.

A comunicação integrada é um processo de planejamento estratégico que visa unificar todas as formas de comunicação de uma empresa. Para isso, ela engloba ações de marketing, publicidade, relações públicas, comunicação interna, endomarketing e outras esferas de comunicação organizacional. E o objetivo é criar uma mensagem consistente e coerente, transmitida de maneira uniforme a todos os públicos de interesse da organização.

A comunicação integrada é um conceito relativamente novo, que surgiu como resposta às constantes mudanças no mercado e na sociedade. E foi justamente o aumento da concorrência e das exigências dos consumidores, que tornou fundamental para as empresas estabelecerem uma comunicação mais eficiente e coerente.

A comunicação integrada permite que a empresa alcance seus objetivos de maneira eficiente e estabeleça uma relação bem consistente com seus públicos de interesse. E tudo isso, deve acontecer pelos principais pilares da comunicação integrada: 

  • Coerência;
  • Consistência;
  • Complementaridade e
  • Continuidade.

Além disso, para consolidar o posicionamento de qualquer negócio ou marca, é preciso que todos os integrantes da empresa trabalhem em conjunto. Comunicação integrada é uma abordagem estratégica que envolve a coordenação de todas as atividades de comunicação de uma organização, para criar uma mensagem consistente e eficaz.

O objetivo principal é garantir que a imagem da empresa e sua mensagem sejam consistentes em todas as formas de comunicação, criando uma visão única e coerente aos olhos de consumidores, parceiros e colaboradores. 

Para alcançar esse objetivo a comunicação integrada utiliza uma variedade de ferramentas e técnicas, como publicidade, relações públicas, marketing direto, promoções de vendas, marketing digital e comunicação organizacional. Todas essas atividades são coordenadas para criar uma mensagem clara e consistente, que reflita a identidade e os valores da empresa. 

A comunicação integrada também busca estabelecer uma relação mais próxima e duradoura com os públicos de interesse da empresa. Isso é feito por meio da criação de conteúdo relevante e interessante, que ajude a educar e engajar os consumidores e parceiros da organização.

A comunicação é um dos bens mais valiosos para uma empresa, assim como seu capital humano. É por meio dela que todos os processos funcionam e se conectam tanto interna como externamente. Ter uma comunicação integrada favorece sua organização de diversas maneiras, como o engajamento das equipes, por exemplo.

O fortalecimento da cultura organizacional também se deve à forma diferente e transparente com a qual as informações são compartilhadas. E nesse cenário, os profissionais que atuam no seu setor de RH possuem um papel fundamental.

A comunicação integrada é uma estratégia que busca gerar uma experiência unificada para seu público. Isso significa não só unificar, mas alinhar todas as ferramentas e canais de comunicação. 

Dessa forma, o cliente, parceiro ou fornecedor tem uma relação positiva. Ou seja, se trata de planejamento e execução interligados em estratégias para manter o discurso coerente da marca.

Por isso, as ações em diferentes canais de comunicação e em setores como o marketing sendo integradas garantem um bom posicionamento dentro do mercado, devido aos esforços em realizar um plano consistente ao se comunicar. Assim, a comunicabilidade pensada de maneira integrada agrega valor à marca e aumenta a conexão com o cliente.

O consumidor de hoje quer mais do que consumir um produto ou serviço: ele também consome a marca que está oferecendo aquilo e acompanha atentamente como ela se posiciona.

Uma comunicação integrada pode ser decisiva na hora de adquirir relevância e consolidar seu posicionamento. Não basta usar algumas ferramentas tradicionais de comunicação, é preciso estabelecer uma comunicação planejada e integrada para alcançar um vínculo com seu público.

A comunicação integrada articula marketing, por meio de um plano, com o uso de diferentes canais para manter a conexão marca-cliente. Seja usando o e-mail, aparecendo nas redes sociais ou criando propagandas em sites e TV, as estratégias de comunicação integrada têm um objetivo: aparecer bem perante seus consumidores. 

O desenvolvimento tecnológico, a transformação digital nas empresas e o advento de inúmeras ferramentas de comunicação ampliaram, significativamente, os pontos de contato entre as marcas e seus clientes. Por isso, saber lidar com esses recursos e se comunicar de maneira eficiente acaba sendo um grande diferencial competitivo.

Porém, uma mesma informação pode se perder em diferentes mensagens e formatos. Nesse sentido, é função da comunicação integrada garantir que todas as comunicações da empresa estejam devidamente alinhadas com um objetivo maior, organizando o fluxo de informação.

Basicamente, a comunicação organizacional integrada trata todo o processo comunicacional da empresa a partir da perspectiva de quem receberá a mensagem, seja público interno ou externo.

Hoje em dia, diferentes empresas utilizam diferentes estratégias de marketing e comunicação. Redes Sociais, propagandas na Televisão, e-mails, mensagens anexadas aos produtos, as empresas estão sempre em contato com seus clientes, proporcionando uma boa experiência a eles.

O conjunto dessas ações é o que se chama de comunicação integrada. Todas as marcas estão em constante contato com seus consumidores, sem exceção.

O simples fato de enviar um produto ao cliente já é uma forma de se comunicar. Afinal, se o item está mal embalado e com uma aparência ruim, essa impressão é transmitida para a identidade da marca. Cada vez mais os consumidores se tornam exigentes e não aceitam empresas “frias”, com o único objetivo de vender seus produtos ou serviços.

Agora, cada organização deve investir em relacionamento e saber utilizar bem cada possibilidade de interação.

O marketing digital permitiu que empresas de diferentes portes —pequeno, médio ou grande— pudessem aumentar seu público-alvo, dar mais alcance às suas estratégias e otimizar os investimentos.

Comunicação é coisa muito mais complexa do que parece. É uma especialidade do conhecimento humano e, como tal, tem seus segredos, técnicas, macetes. Definitivamente não é assunto para curiosos e amadores.

Em comunicação, o empowerment, isto é, a delegação sem limites, é um risco de primeira grandeza para as empresas. Muitas crises empresariais com opinião pública nasceram de iniciativas bem-intencionadas tocadas por quem não era do ramo.

No mundo atual, a comunicação integrada é essencial para o sucesso de qualquer empresa. Com uma mensagem clara e coerente, organizações podem estabelecer uma relação consistente com seus públicos de interesse, melhorar sua imagem de marca, aumentar sua eficiência em comunicação e obter um maior retorno sobre seus investimentos.

Por isso, é fundamental que as empresas invistam em comunicação integrada e estejam sempre atentas às mudanças no mercado e nas preferências dos consumidores, para se manterem competitivas e relevantes.

Comunicação Integrada de Marketing (CIM)

A Comunicação Integrada de Marketing (CIM) é uma estratégia de marketing que visa unificar todas as mensagens e ações de uma empresa, de forma a transmitir uma imagem consistente e coerente para o público-alvo. 

Essa abordagem busca integrar todas as áreas de comunicação, como publicidade, relações públicas, marketing digital, eventos, entre outros, para criar uma experiência de marca única e impactante.

A CIM é fundamental para o sucesso de uma empresa, pois permite que ela se comunique de forma eficaz com seu público-alvo. Ao unificar todas as mensagens e ações de marketing, a empresa consegue transmitir uma imagem consistente, o que fortalece sua marca e aumenta sua credibilidade no mercado. 

Além disso, a CIM também ajuda a otimizar os recursos da empresa, pois evita a duplicação de esforços e garante que todas as áreas estejam alinhadas aos objetivos de marketing.

A CIM envolve o uso de diferentes elementos de comunicação para alcançar os objetivos de marketing de uma organização.

Os elementos essenciais de uma comunicação integrada de marketing são:

1. Publicidade

 A forma mais tradicional de comunicação de marketing. Envolve a criação e veiculação de mensagens promocionais pagas por meio de canais de Televisão, Rádio, Jornais, Revistas, Outdoor e Internet…

2. Promoção de vendas

Inclui atividades destinadas a incentivar e impulsionar as vendas de curto prazo. Isso pode envolver descontos, cupons, sorteios, concursos, brindes ou programas de fidelidade. A promoção de vendas busca estimular a compra imediata ou influenciar o comportamento do consumidor.

3. Relações públicas

Envolve a gestão da imagem e da reputação de uma organização por meio de comunicação com os públicos-chave. Isso pode incluir a divulgação de comunicados de imprensa, organização de eventos, patrocínios, participação em causas sociais e engajamento com a imprensa. O objetivo é estabelecer e manter uma imagem positiva da empresa e promover relacionamentos com os públicos interessados.

4. Marketing direto

Envolve a comunicação direta com o público-alvo, geralmente por meio de correspondência, e-mail, telemarketing ou mensagem de texto. É uma forma de comunicação personalizada que busca estabelecer um relacionamento direto e interativo com os consumidores.

5. Vendas pessoais

Envolve a interação direta entre o representante de vendas da empresa e o cliente. Isso pode ocorrer em reuniões, visitas a clientes, feiras comerciais ou apresentações de vendas.

O objetivo é criar relacionamentos, entender as necessidades dos clientes e influenciar na decisão de compra.

6. Marketing digital

Engloba todas as atividades de comunicação realizadas por meio de canais on-line, como web sites, mídias sociais, e-mails, blogs, marketing de conteúdo, SEO (otimização para mecanismos de busca), PPC (pagamento por clique) e marketing de influência. O marketing digital permite segmentação precisa, mensuração de resultados e interação real com os consumidores.

7. Identidade visual e branding

Consiste em elementos visuais e símbolos que representam a empresa, como logotipos, cores, tipografia e design. Esses elementos ajudam a criar uma identidade reconhecível e coerente, que refletem a personalidade e os valores da marca.

Portanto, a CIM envolve a combinação e integração desses elementos de comunicação para garantir uma mensagem unificada e coerente em todos os pontos de contato com o público-alvo. O objetivo é criar uma experiência de comunicação consistente e eficaz que fortaleça a imagem da marca e influencie o comportamento do consumidor.

Comunicação mercadológica

A comunicação mercadológica é uma estratégia que visa a persuasão.

Sua forma de se comunicar com o mercado envolve técnicas e estratégias de marketing. Ou seja, seu foco é divulgar produtos e, consequentemente, vender mais. 

Feita de forma correta, a comunicação mercadológica valoriza a marca. Ela pode ser definida, inclusive, como uma forma de posicionamento perante o mercado.

As principais formas de comunicação mercadológica são:

1. Propaganda

É a primeira forma de comunicação mercadológica. Há diversos modos de se fazer uma propaganda e todos eles entram no conceito básico de comunicação mercadológica: persuadir para vender mais. Anúncios em TV, na Internet, em mídias externas e até mesmo cartazes ou folhetos distribuídos nas ruas. Essa forma de comunicação, apesar de nem sempre tecnológica, mantém a marca na cabeça do cliente.

2. Publicidade

São várias as formas de divulgação de um produto ou serviço. Qualquer tipo de divulgação entra nessa categoria, inclusive o famoso “boca a boca” ou a indicação.

3. Merchandising

É um ramo da comunicação mercadológica que visa diferenciar um negócio do outro. A busca por um diferencial competitivo é importante nos dias de hoje. Afinal de contas, a concorrência é grande. Quanto mais uma empresa puder se diferenciar dos concorrentes do mesmo ramo, mais sucesso ela vai ter.

4. Promoção de vendas

Serve para atrair, como o próprio nome sugere, vender. As vendas, que costumam ser sazonais, são promovidas em campanhas, de acordo com a necessidade da empresa. Normalmente, a promoção de vendas é uma estratégia que tem data definida para seu começo e término.

5. Marketing direto

Promove uma ligação sem intermediários, entre a empresa e seu cliente. Uma das mais famosas formas de marketing direto é o e-mail marketing. Também bastante usado nesse sentido é o telemarketing.

6. Vendas

A comunicação mercadológica em si. Seu objetivo é expor os produtos aos clientes e persuadi-los a efetivar a compra. A venda é, normalmente, o estágio final de uma relação entre empresa e consumidor. Por isso, deve-se ter cuidado ao mensurar os resultados dessa relação.

7. Eventos

Também podem ser um modo de comunicação mercadológica. Acima de tudo, eles promovem interação entre clientes e marcas informalmente e em um ambiente propício ao fechamento de negócios. Além disso, os eventos são organizados de modo que a marca fique na cabeça dos convidados. Seja com brindes, media kits ou até mesmo pela decoração.

Comunicação empresarial integrada

Comunicação empresarial integrada é uma filosofia que direciona a convergência das diversas áreas, permitindo uma atuação sinérgica. Pressupõe uma junção da comunicação institucional, da comunicação mercadológica, da comunicação interna e da comunicação administrativa.

Historicamente, conhecemos o mix de comunicação das empresas por segmentações de carreira acadêmica, porque assim surgiram essas atividades. As relações públicas manifestaram-se por volta de 1900, sendo Ivy Lee considerado seu “fundador”.

Até meados da década de 1970, poucas empresas estavam preocupadas com a comunicação aqui no Brasil. Algumas investiam em marketing e publicidade, mas sequer pensavam em fortalecer os vínculos com a sociedade ou com seus próprios funcionários.

O que impulsionou a criação de departamentos de comunicação nas empresas foi a entrada de organizações estrangeiras no mercado brasileiro, assim como a necessidade de maior transparência nas relações com os públicos de interesse (stakeholders).

Em meados da década de 1980, um case de sucesso transformaria de uma vez por todas a noção de comunicação fragmentada que as empresas tinham: a divulgação da política de comunicação social da Rhodia, liderada por Walter Nori. 

O documento, que foi transformado em livro, trazia as estratégias de comunicação empresarial integrada utilizadas pela empresa e transformou-se no marco que tornou a comunicação empresarial fundamental para as empresas.

Por longos anos as empresas trabalharam com atividades segmentadas de marketing, relações públicas, publicidade e propaganda, design, construindo visões conflitantes a respeito de si mesmas.

Enquanto o setor de relações públicas desenvolvia uma política de relacionamento com stakeholders, o marketing ia na contramão, criando outras estratégias mercadológicas que não condiziam com a imagem que a empresa queria repassar.

Até certo momento, isso deu certo porque o acesso à informação não era tão fácil quanto hoje e o poder de questionamento de clientes, consumidores, da sociedade em geral, era muito pequeno.

Mas, com a expansão da Internet, com as notícias sendo veiculadas em tempo real, com as redes sociais dando voz e visibilidade para quem quer que seja, as empresas precisam mostrar uma imagem única, repassar seus verdadeiros valores em todos os pontos de contato com seus stakeholders.

A única forma de conquistar isso é investindo em comunicação empresarial integrada, que permita a empresa relacionar-se eficazmente com todos os seus interlocutores, em todos os canais de relacionamento disponíveis.

Para tanto, é preciso contar com a atuação conjugada de diversos profissionais, ou seja, manter uma equipe multidisciplinar, capaz de entender que a soma de todas as áreas traz mais resultados do que a atuação isolada de cada uma. 

Como a Approach pode potencializar a comunicação da sua empresa?

Em um cenário corporativo, onde a comunicação integrada desempenha um papel crucial, contar com estratégias sólidas e direcionadas é essencial. A comunicação integrada é apenas uma das muitas ferramentas que podem ser utilizadas para aprimorar a conectividade e o avanço empresarial. E a Approach está aqui para ser sua parceira nesta jornada.

Nosso papel não se limita apenas a entender os detalhes do seu negócio. Estamos comprometidos em construir estratégias de comunicação personalizadas, desde a comunicação interna até a gestão de crises e estratégias de mídia, garantindo que sua empresa se comunique de forma impactante e significativa com seu público-alvo.

Com a Approach ao seu lado, você não apenas se comunica; você dialoga, conecta e influencia. A nossa expertise em conectar informações e relatar de forma adequada é refletida no nosso Guia de Comunicação, que oferece práticas eficientes para melhorar sua comunicação e engajamento.

Entre em contato conosco e veja os serviços e soluções integradas da Approach. E enquanto estiver aqui, explore nossos conteúdos relacionados e aprofunde ainda mais seu conhecimento sobre estratégias eficazes de comunicação.

Autor: Alberto Russo Junior

COMENTÁRIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique por dentro dos conteúdos assinando nossa newsletter.